Moda e Dicas que valorizam o visual

A moda muda a cada estação. Tendências vêm, tendências vão, tipos de roupa saem de moda, outras começam a ser usadas. É sempre assim. Porém uma coisa é certa: há dicas de moda que são eternas. Elas ajudam a compor um visual superfashion e ainda mostram quais são as peças-chave, ou seja, aquelas que não podem faltar no guarda-roupa porque podem ser combinadas com tudo. Além disso, essas dicas de moda ajudam a vestir mulheres com diferentes biotipos e mostram que, mesmo sendo gordinha, é possível ficar linda e arrasar tanto no dia a dia, quanto num look mais produzido.

Questões Básicas


A moda é bastante diversificada e, apesar de existirem tendências a cada estação, a moda tem muito a ver com a personalidade e os gostos pessoais. Assim sendo, não dá para dizer que a moda das passarelas é a que deve ser seguida. Mas é  claro que a dúvida do que usar continua pairando sobre a cabeça de todas as mulheres. As questões passam pelo comprimento das roupas, pelo decote, pela cor, pelas estampas, pelo tecido, etc. Então, tirar algumas dúvidas é essencial e facilita na escolha de um look.

Por isso, vamos começar com o comprimento. Este é um item que costuma suscitar muitas dúvidas, porque algumas mulheres são mais tímidas, outras gostam de mostrar mais o corpo. A regra geral é que mulheres altas devem usar peças compridas ou mais largas na região das pernas, para deixar a silhueta mais longilínea; já as baixinhas devem preferir roupas mais curtas (com exceções, claro) e evitar as peças com meio comprimento (elas dão a impressão de que há um “corte” no visual e a pessoa aparenta ser mais baixa do que realmente é). Caso uma baixinha queira usar uma peça de roupa mais comprida, vale a pena investir num look de cor lisa e sem acessórios que causem esse “corte” no visual.

Outra dica é referente ao corte da roupa; ou melhor, aos cortes que combinam entre si. Neste caso, o melhor é escolher o contraponto. Se a blusinha for justa, a calça deve ser larguinha. Já se a blusa for no estilo bata, uma calça jeans skinny ou uma legging deixa o visual perfeito. Mas, novamente, é bom lembrar que isso é apenas uma regra geral e que, portanto, pode-se fazer combinações diferenciadas, dependendo do corte que as roupas têm. Em relação às formas da roupa, a regra é a mesma. Vale observar que cortes muito diferentes costumam não ficar legais, mas é possível inovar e ousar.

Já os tecidos interferem muito no caimento da roupa no corpo. E esse item é modificado de acordo com o biotipo da mulher. Por isso, as gordinhas podem optar por peças de lycra, que costumam deixar  tudo no lugar. As magrinhas, por sua vez, ficam bem com tudo. Uma observação em relação às gordinhas é que também é preciso cuidar com a lycra. Ela pode deixar as gordurinhas muito marcadas e não ficar legal. Então, um tecido mais grosso, que marque as curvas sem deixar os “pneuzinhos” à vista é muito bem vindo.

Por último, vale repetir a dica já informada: a moda indica o que é tendência, mas cada mulher deve escolher aquilo que mais lhe agrada. Então, não se tornar uma vítima da moda é a melhor maneira de ficar fashion e linda sempre.